É só isso

Eu só queria entender porque as coisas não funcionam da maneira certa.
Estava tudo bem, tudo lindo, eu feliz, você feliz (creio eu).
Daí veio uma bomba e acabou com tudo. Na verdade não acabou realmente, ao menos pra mim.
Eu quero mais, eu preciso de mais.
Preciso também de um alguém me faça feliz, que me compreenda, que tenha MUITA paciência pra me aguentar. Um alguém que pense melhor que eu, que aceite minhas críticas, que retruque minhas verdades indiscutíveis.
Perfeição, não.

Fortaleza dourada de músculos e coração.

Perguntar-se o porquê de estarmos aqui e voltar a realidade.

Logo eu, sempre tão derrotista e inconformada, tão cheia de inverdades e ilusões. Logo eu.
Aqui estou para contar-lhes que venho me superando. O interno ferido está cicatrizado quase totalmente. Deixei de lado o que me fazia mal, esqueci que um dia vivi tudo aquilo.
E esquecer foi o que me fez voltar a ser quem eu era. Estar de pé é uma vitória, para todos nós.
Individualmente, insignificantes somos. Mas num todo um de nós pode fazer falta.
Parar pra refletir sobre si próprio e pesar atitudes e consequências faz a diferença.

Não apague da memória tudo o que viveu. Depois de todo esse tempo, eu aprendi que somos melhores quando compreensíveis. Não precisa aceitar todas as condições, mas não inicie a guerra a partir da sua frívola ideia de revolução: isso não funciona, não resolve; só piora e faz deteriorar.
O mundo, o universo. Existem coisas tão mais belas pra se preocupar, pra admirar e aplaudir. Observar o balançar das folhas no amanhecer congelante e ensolarado é lindo, acredite! Isso é só parte da ambiguidade que a natureza nos oferece, e podemos mais, muito mais.
Agora vou vivendo assim, aguardando surpresas. Diferente do que fazia antes, quando eu financiava a destruição.
Sei onde vivo, não fecho os olhos para o meu exterior. Tenho conhecimento de todos os males mundanos que acontecem por aí, mas não posso depositar a minha força na pífia ideia da maldade. Isso eu deixo para os que gostam: e são muitos. Sempre vai ter alguém pra te derrubar, pra dizer que você não é bom o suficiente. Retribua-os com um sorriso. Um belo e longo sorriso, de lástima, talvez. Desligue a TV ao ouvir a notícia da chacina do ano, não absorva toda essa languidez.
Sempre me lembro de que continuarão morrendo e continuarão matando, estando eu bem ou não. Então já que é assim, prefiro me complicar com coisas melhores.

Não quero que isso pareça um artigo de auto-ajuda, já que não creio nisso.
Não creio também na fé que alguns carregam, e os deixo padecer com o Seu.
O QUE É GENUÍNO CRIATURA NENHUMA CONSEGUE TRANSFORMAR, só precisamos aprender um pouco mais sobre isso.

Antes

Antes eu era convidada pra bailes de debutantes. Não fui em todos.
Antes eu ia pra shows onde cocotas gritavam loucamente.
Antes eu achava que ser legal era o mesmo de ser popular.
Antes eu tinha um rolo virtual que queria que fosse real.
(isso não era pra rimar)

Agora eu vejo meus velhos amigos completando a maioridade.
Agora eu vou em shows onde caras se batem loucamente.
Agora eu prefiro ter um amigo e ser feliz assim.
Agora eu tenho um rolo real. (e não quero nada virtual)

Prevejo estar indo aos casamentos e chás de bebê dos meus amigos.
Prevejo ser candidata a madrinha dos filhos deles.
Prevejo ter um companheiro compreensível.
Prevejo ser feliz de qualquer maneira.

Agora

O silêncio fala por si. Mas disso você já deveria saber.
Pare de ficar implorando por respostas minhas! -elas nunca chegarão-
Eu não posso lhe dizer a verdade, nem sei se ela existe.
Essa verdade que você anseia ouvir não pode ser proferida.
Ainda não me sinto boa o suficiente para satisfazer suas vontades.
Aceite. Ainda não é a hora.
O tempo vai mostrar pra nós dois quem está certo.
Só lembre-se que eu tenho um coração, indiferente.

Um mistério.

Há certas coisas que podem até ser um pouco parecidas comigo. Mas incrivelmente, eu achei uma pessoa que conseguiu me descrever internamente do jeito exato! Tudo, exatamente tudo tem haver comigo. Minhas maneiras, manias, preferências. O título já diz: Complexidade. Sou complexa demais pra alguém me entender, ao menos eu achava isso até ler o texto a seguir:


Complexidade
Talvez seja tão complexo me entender, talvez eu não venha com um manual de instruções, talvez eu não venha com um folheto auto-explicativo colado nas minhas costas. Talvez você possa encostar sem pedir licença ou quem sabe chegar devagar. Mas não tão rápido, eu me assusto com a rapidez de uma paixão e nem muito devagar que me faça dormir até sua chegada. Não acredite se eu fugir ou não deixar você se aproximar, eu tenho medo de sentir, tenho uma grande e forte armadura e pés fortemente cravados no chão. Pareço forte, mas a qualquer momento posso mostrar fragilidade, então não se assuste se alguns assuntos me deixarem sem ação ou palavras. Não berre, tenho mania de chorar quando isso acontece. Mas é mais provável que eu revide no mesmo tom ou te dê as costas. Acordo, às vezes, estressada, então só tente algo depois do café. E quando eu acordar bem, antes de qualquer coisa me permita lavar o rosto e escovar os dentes. Toque em mim, o quanto quiser, só não depois do almoço, eu fico com sono e um pouco desligada. Mas faça isso depois de 15 minutos para que eu possa me reabastecer com cafeína. Não me faça pensar em filhos ou escolher os nomes de futuros, é cedo demais. Espere o tempo certo para falar disso, deixe pra lá. Depois a gente vê ou nunca venha ver. Ou nem eu venha ver, talvez eu tenha filhos, talvez não. Esquece isso. Não me pergunte se estou bem quando me pegar chorando de dor por causa da cólica, eu fico irritada mesmo. Mas é a TPM, então não ligue se eu for rude. E mais ainda, não ligue se eu chorar por qualquer coisa. Como eu disse é culpa da TPM. Não faça a barba, esqueça! Não faça o tipo metrossexual, não entre na academia. Gosto de algumas gorduras para apertar algumas vezes. Esqueça de cortar o cabelo, algumas mulheres gostam de homens cabeludos. Só não mexa no nosso em uma festa, mas quando nos deixar na porta de casa, faça questão de bagunçar e não minta... Se estiver feia, está feia. Se estiver bonita, está bonita. Não tente agradar e então me agrade dizendo a verdade. Se esfole, se machuque, mesmo sendo velho. Deixa-me cuidar, não tenha tanto cuidado. Vista a primeira coisa que encontrar, mesmo que esteja furada. Empresta-me uma camisa quando eu chegar molhada por causa da chuva na porta da sua casa, pare de ser egoísta. Compartilhe. Não me peça para conhecer a família tão cedo. Calma, tudo tem seu tempo. Nada de esportes e se tiver que seja algo normal. Irrite-me, me faça ficar louca e estressada o suficiente para te dar um cutucão carinhoso de vez em quando. Mande-me levantar e buscar o que eu quero, não faça todas as minhas vontades. Não esqueça que eu também posso levantar a bunda e pegar o que quero. Mas experimente fazer essas vontades de vez em quando. Ande devagar ou experimente um salto alto. E entenda o porquê de andar devagar. Eu gosto de vestir minhas roupas furadas em casa, não repare. Aposto que também faz isso! Ria da minha cara, quando meu cabelo estiver àquela palha. Ou apenas ria porque me viu com uma sacola no cabelo, por causa da tinta. Pare de frescura ou de tentar agradar quando não é verdade. Escolha um filme ruim, que me faça dormir e depois acordar, tentando dizer: “Adorei o filme.” Não seja amigo, nem amante, nem marido, nem namorado. Seja algo errado e inesperado. Surpreenda! Se for o oposto, é bom. Mas quem não quer alguém com os mesmos conceitos? Mas tanto faz, inove! Comemore, beba se quiser, fume cigarros se bem entender, só não perto de mim. Ou me faça gostar do cheiro, não sei, invente! Ou seja, tudo ao contrario, me deixa louca, seja imaturo e maduro ao mesmo tempo. Seja você. Faça-me gostar das coisas que eu odeio, mas só não me arraste para igreja. Ou me arraste, tome conta da situação, mas ciente que estou lúcida e pronta para pegar as rédeas quando eu entender que seja coerente. Deixe-me entrar primeiro no ônibus, deixa-me na porta de casa, mesmo que a sua seja longe. Seja cavalheiro. E se morar longe, muito longe, tudo bem. Imagina a "saudade gostosa" que vamos sentir e do entusiasmo que vamos ter quando nós nos encontrarmos novamente. Segura a minha bolsa quando eu for ao banheiro. Só não mexa nela ou mexa e descubra o que uma mulher carrega consigo. Quero ver você estressado, irritado, que ache outras mulheres bonitas, tenha amigos e falem de assuntos que para nós mulheres são absurdos. Faça massagem nos meus pés, só não faça cócegas neles. Que seja velho, que passe do tempo, ou seja, novo, que ainda sobre tempo, não importa. Só seja sensato e com ciúme tolerável ou não tenha ciúme, não vou me importar e nem achar que você "não me ama", deposite o mesmo nível de confiança, baseado no tanto que confio em você. Se ainda assim não me conquistar, experimente me deixar sem palavras, me ligue nas horas mais irritantes. Experimente me fazer rir com qualquer bobagem que você diga, seja você, mesmo que você seja estresse ou pura doçura. Mas não tão estressado ao ponto de me irritar e não tão doce. Muito doce enjoa, ainda mais em homens... Ou experimente ser persistente, para que eu não fuja. Só pra variar!
- - - - - - - - - - - - - - - - -

O ser que conseguiu a proeza de me assustar tanto com isso é a querida Juliana Gonçalves. Tive o prazer de conhecê-la pessoalmente há pouco mais de um ano, e nem sabia que ela escrevia tão bem.
Se quiser conhecer um pouco mais do que ela faz, clique aqui.