É só isso

Não importa o seu esforço
Não importa o tamanho do seu convencimento
O seu poder de persuasão não é nada
Não adianta o seu querer
Não adianta o seu se importar.
Nada importa, muito menos você.
Você é um nada no meio do tudo.
Tudo é mais importante do que você.
Não importa a sua opinião
Não importa a sua experiência
Muito menos a sua visão de mundo.
Você deve se contentar em ser invisível
Você não precisa ser notado
Afinal, você é irrelevante.
Não importa as suas companhias
Não importa as suas influências
Você precisa saber que o mundo não sabe de você.
Você não precisa tentar ser notado
Você não precisa brincar de parecer.
Apenas seja.
No final, você está sozinho.
É só você e tudo o que você faz.
E tudo o que você busca
E tudo o que você é.

Fortuna Imperatrix Mundi

Faz parte do fim.
O começo faz parte do fim.
Este é o começo do FIM.

Fortuna Imperatrix Mundi,
é o destino
é a sorte
é a fortuna.

Fim é o infortúnio de viver
é o milagre do permanecer,
a dádiva do perecer
a ventura de sobreviver.

FIM é sobre nós,
sobre mim, sobre você.
É sobre as estações do ano,
sobre as luas, sobre os sóis.

FIM é sobre os deuses,
a magia, os milagres.
É sobre a rotina
e o desaguar do destino.

FIM nada mais é do que a vida,
disposta em pequenos momentos
de alegria e prazer
de bonança e morrer.

"Ó Fortuna, és como a lua, mutável"

O céu

Hoje foi um daqueles dias em que você termina se perguntando se ele vai acontecer novamente.
Eu já deveria estar dormindo mas estou devaneando sobre o que aconteceu.
É sempre tudo tão lindo e tão maravilhoso, mas hoje foi um pouco mais. Hoje mereceu um texto.

Hoje foi a mistura da saudade com os anseios pelo futuro, foi a vontade e o desejo transformados em longos e intensos beijos, foram os sorrisos infinitos deixando minha mandíbula trêmula, os abraços dignos de quebrar uma das minhas costelas (ou todas).

Hoje foi a comprovação do que até então era um indício. Foi sentir o meu corpo cada vez mais pertencente ao seu, foi perceber o quanto nós somos parecidos, foi sentir meu coração palpitar e ser preenchido de paixão, foi ver o quanto eu era incompleta até você aparecer.

Hoje o céu estava tão belo. Eu pude ver a lua, com um brilho tão cintilante assim como ficam os seus olhos ao me ver. Nós aprendemos que a Lua é o satélite natural da Terra. Eu aprendi que eu sou a Terra e você é a Lua. Ou melhor, eu sou a galáxia. E eu nem sei se é possível uma galáxia ser orbitada por satélites, mas com você o impossível passa a ser uma possibilidade.

Açoite

As primaveras,
o sol, o tempo e o vento.

Os outonos,
o frio, o vendaval, o turbilhão.

Os sorrisos, os momentos
o abraço, acalanto.

Os sonhos, pesadelos, utopias,
quimera.

Os choros, o desespero,
a tormenta, pesar.

As angústias, lamentos,
decepção.

A realidade,
sofreguidão.

O corpo, a alma,
mente.

O luto, o estar,
desejo.

Tudo se vai.